Princípios

Princípios para que?

O segredo em se sair bem na maioria das situações que a vida nos impõe,  independentemente da sua natureza, está em categorizar essas situaçõés de acordo com os bons princípios adquiridos, haja vista que todas as pessoas bem sucedidas agem de acordo com princípios que as ajudam a ter êxito.

É interessante perceber que os princípios de uma pessoa podem nascer de várias formas: Podem vir dos pais, religião, estruturas legais, assim como das experiências e das reflexões que são acumuladas durante a vida.
Pessoas que compartilham os mesmo princípios costumam se dar bem.
As que têm princípios diferentes, geralmente, vivem em conflito.
Por isso é importante que os princípios sejam, antes de tudo, autênticos.

Abaixo, alguns princípios que sigo:


Princípios Pessoais

  1. Ser muito realista
  2. Ter a mente aberta
  3. Ser transparente
  4. Entender que as pessoas são diferentes
  5. Tomar decisões de forma efetiva
  6. Fazer escolhas valiosas
  7. Atingir metas

Princípios de cultura empresarial

  1. Confiar na verdade e transparência radical
  2. Cultivar trabalho e relações significativas
  3. Criar uma cultura onde é aceitável cometer erros e inaceitável não aprender com eles
  4. Conquistar sintonia e permanecer nela
  5. Dar peso e credibilidade nas tomadas de decisão
  6. Reconhecer como superar discordâncias

Princípios de trabalho com colaboradores

  1. Lembrar que QUEM é mais importante que O QUE
  2. Contratar as pessoas certas, pois a penalidade por contratar errado é enorme
  3. Treinar, testar, evoluir e orientar a equipe constantemente

Princípios de gestão

  1. Gerenciar como uma máquina programada para alcançar objetivos
  2. Perceber e não tolerar problemas
  3. Não negligenciar a gestão
  4. Fazer da paixão e do trabalho a mesma coisa, estendendo isso para as pessoas com quem trabalho
  5. Saber o que esperar e o que não esperar da equipe
  6. Entender que a ideia de meritocracia é muito mais viável para tomada de decisões que a democracia.
  7. Reforçar a ideia de meritocracia baseada na verdade e transparência – Isso quer dizer que os funcionários  devem expor seus pensamentos mais honestos, possibilitando que todos tenham acesso a eles, e que ainda devem praticar a discordância construtiva, que serve para analisar todos os pontos de uma questão e aumentar a probabilidade de tomar uma boa decisão.