Todo mundo quer empreender?

Quando empreendemos, seja no que for, colocamos forças extraordinárias naquilo, e por isso mesmo é tão complicado dar um passo em outra direção.

Sabemos que, em nossa cultura, não desistir é considerado uma virtude. Isso vai da dieta nova que você está começando até a rotina estafante num trabalho tedioso.

Se você parou ou saiu, é porque é um perdedor. Não se analisa o contexto. É simplesmente assim: preto no branco.

 

Há um mérito enorme em identificar uma situação que não renderá frutos. É preciso ter muita perspicácia para isso, além de uma boa dose de coragem para interferir em seu rumo. E isso vale para tudo: tanto no que diz respeito aos seus projetos profissionais, como na sua vida pessoal.

 

Passado o baque da decisão, é preciso se reorganizar para trocar um sonho por outro. Quem já passou por isso sabe que não há mágica. Você precisa se superar todos os dias. Quando não temos opções, nós nos vemos obrigados a acreditar em sonhos maiores.

 

Então, faça a seguinte pergunta: qual é a paixão que te motiva?

 

Para muitas pessoas, essa pode ser uma resposta complicada, porque pouquíssimas vezes colocamos “paixão” e “motivação” na mesma sentença quando queremos falar sobre escolhas profissionais, não é verdade? Mas devemos.

Pois paixão e motivação são essenciais para empreender.

Fonte: Livro "Faça seu negócio decolar", de Fabrício Morini
Marcado como: